Qual a diferença de uma ótica para outra?!

Mercado Ótico no Brasil
Mercado Ótico no Brasil: Um mercado em expansão!
27 de novembro de 2017
Óculos um acessório de moda e saúde!
Óculos um acessório de moda e saúde!
6 de dezembro de 2017
Diferença de uma ótica para outra

Será mesmo que óticas são todas iguais?

Para quem pensa que todos os tipo de óticas são iguais, iremos mostrar a diferença de uma ótica para outra, se você acha que elas trabalham e vendem produtos iguais, visam a mesma ideia de satisfação de cliente e possuem os mesmos cuidados com o seu objeto de correção visual, esse artigo é para você, queremos explicar os principais tipos e diferença de uma ótica para outra, em todo o Brasil.

Depois desse artigo, temos certeza que você nunca mais verá as óticas como sendo iguais. Se você é daqueles que acredita que todas as óticas são iguais, talvez em sua experiência com certeza já tenha se deparado com outros tipos de óticas e é sobre eles que queremos falar, dividimos basicamente em quatro tipos, continue a leitura e venha descobrir se você realmente conhece a diferença de uma ótica para outra e os tipos de óticas, que existem.

Diferença de uma ótica para outra: 4 tipos de óticas!

Foto e Óptica

Se você tem acima de 30 é provável que se lembre desses tipos de óticas, tínhamos no mesmo local revelação de filmes, óculos e lentes de grau. Na época essas lojas agregaram à revelações de filmes, quando ainda não havia tanta demanda do digital, o aviamento de receitas de óculos de grau e lentes, lembra delas?

Nesse período por volta da década de 80, iniciaram as revelações da fotografias em 1 hora, uma evolução no mercado que esperava dias para uma revelação de uma viagem ou até mesmo uma festa, essas lojas eram sempre movimentadas, com grande fluxo de clientes e explorar o mercado ótico foi uma visão moderna para a época.

Esse modelo também usava muito a palavra óptica, com o “p” para falar das questões oculares, que segundo o dicionário é o sentido correto da palavra, mas que com o decorrer do tempo a linguagem coloquial (aquela mais utilizada no dia-a-dia) acabou ficando mais comum o ótico sem o “p”, ainda um assunto em discussão, para os mais estudiosos e defensores da língua portuguesa.

Óticas Funcionais ou Tradicionais

Modelos mais tradicionais de mercado, que também tinham como característica a montagem e a fabricação de lentes, com produtos, ferramentas e equipamentos mais artesanais, feitos manualmente e de uma forma bem artesanal, com foco e atuação mais voltada nos óculos de grau. Com o tempo foram agregando também os óculos solares, iniciando o conceito de uso de grandes marcas que agregavam um maior faturamento, e tinham margens muito diferentes de outros setores, nesse época a média de margem podia ir de 500 à 1000% sobre o custo do produto, comprava-se um produto por R$ 100,00 e poderia ser vendido até por R$ 1mil.

Com a democratização do setor essas margens, não são mais praticadas, mas ainda existem muitas óticas funcionais e até hoje é comum sua operação ser de fato mais no âmbito funcional, principalmente nas armações de óculos de grau, buscando atender os direcionamentos das receitas do médico, sem muitas explicações técnicas ou ainda soluções que possam atender ao perfil de cliente, atende-se de acordo com a demanda que está na receita, com poucas opções de armações com design mais comum.

O ambiente normalmente é de atendimento em balcão com a explanação e apresentação das armações considerando a efetividade no grau da receita do médico, conhecido como dioptria, as opções não são muitas e o objetivo principal é atender o aviamento da receita, comparando com o mercado farmacêutico, seria atender um cliente com o medicamento que o médico solicitou na receita e ponto final.

Rede de Óticas Tradicionais

A algumas décadas atrás o resultado positivo e a grande margem dessas óticas tradicionais, começaram a viabilizar a abertura de uma segunda, terceira, quarta loja e assim por diante, que aos poucos foram se transformando em redes de óticas. Mais uma vez comparando com o mercado farmacêutico, vimos isso acontecer nos últimos anos nesse segundo setor, e hoje é uma realidade, dificilmente vemos farmácias sendo montadas sem fazer parte de redes, principalmente em cidades metropolitanas. Acreditamos que esse seja também o futuro do mercado ótico.

Algumas óticas acabaram migrando esse modelo de rede própria e licenciamento de marca e e aos poucos foram aderindo ao modelo de expansão por franquias, que diferente do licenciamento tem legislação própria, situação tributária favorável e um formato de divulgação e marketing focada na divulgação nacional e regional da marca, otimizando a divulgação e  resultando em um melhor posicionamento nacional e regional o grande diferença de uma ótica em rede para as que ainda não estão em rede.

Essas redes também começaram a divulgar ainda mais alguns nichos de mercado, enquanto algumas redes se especializaram no mercado de solares, relógios e produtos com uma pegada mais moderna, outras mantém sua divulgação utilizando o licenciamento de grandes marcas de moda internacionalmente conhecidas como Ray Ban, Oackley, Channel e também algumas celebridades nacionais. Fazendo como nas Óticas funcionais um trabalho focado na venda de grandes marcas com o atendimento da receita do médico, para um público que mais elitizado.

Se você está pensando em investimento o que deve ser analisado nesse modelo é o público alvo e o tamanho da oferta de mercado: Quantas óticas existem na sua cidade, você já contou? Precisamos comparar a demanda de mercado, pois como muitos desses tipos de óticas trabalham com o mesmo modelo ou até as mesmas marcas, muitas não conseguem se diferenciar ou até mesmo atingir novos mercados que busquem por exemplo, variedade, qualidade e preço.

Rede de Óticas Varejistas

Ainda em rede surgiu nos últimos anos um novo modelo de Rede de Óticas. Mais modernas no atendimento e com uma visão e velocidade de atendimento de varejo no seu dia a dia. Com o objetivo de entender o mercado de forma mais personalizada de acordo com o perfil do cliente, esse modelo chamamos de Rede de Óticas de Varejo.

Nesse modelo, também oriundo das óticas tradicionais, percebeu-se uma nova fatia de público e de consumo, que além da marca esperava e busca não apenas o atendimento à saúde, mas que venha o design, que possa ter opções e diversidade de escolha em armações e solares e que esteja, porque não, antenado com a moda.

A diferença de uma ótica desse tipo para as outras é a grande diversidade de produtos, modelos antenados com as demandas mais atuais de moda e atendimento mais técnico, com entendimento e anamnese, realizada pelos vendedores, para oferecer a melhor solução tanto em design, quanto em tecnologia no direcionamento da melhor lente.

Além disso esse tipo de Rede de Óticas de varejo trabalha com marcas próprias desenvolvidas com design próprio, trabalhando com cores e modelos já internacionalmente ovacionados pelos clientes, mas com a facilidade em trazer ao mercado o melhor custo benefício, que até então não havia, no produto de grande marca.

Além disso a compra do óculos saiu daquele conceito de poucas opções, por quantidade de modelos e até mesmo valores, possibilitando uma experiência de venda, com um atendimento que começa com o cliente realizando o auto-serviço, testando as armações e óculos solares em seu rosto, achando e escolhendo o que melhor lhe agrada, sem se preocupar com preço, de acordo com seu gosto e podendo agregar essa experiência de poder escolher seu próprio modelo de acordo com suas próprias concepções.

O auto-serviço, não dispensa o atendimento do vendedor, que passou de um atendente com poucas opções, como no modelo das tradicionais e funcionais, para alguém com conhecimento técnico para analisar, por anamnese, as demandas do cliente, como um médico faz quando inicia uma consulta médica, entendendo qual o hobby do cliente, para que ele mais utiliza aquele óculos, ou até mesmo suas principais limitações e frustrações como o uso ou até mesmo resistência necessária para a armação ou lentes do seu óculos escolhido.

Esse é o modelo da Rede de Óticas Mercadão dos Óculos, e acreditamos que nesse material fica claro porque nossos franqueados tem tido resultados excelentes e já somos com apenas 3 anos, mais de 170 franquias em todo o Brasil, além disso temos uma fatia de mercado específica de atendimento, com nossa marca própria posicionamos nossas unidades para atenderem todas as classes sociais, com foco principal nas classes B-, C e D.

Entendeu a diferença?

Se entendeu que bom, quer dizer que atingimos nosso objetivo, afinal para quem não conhece o setor, pode parecer que todas as óticas são iguais, e ficava difícil responder a pergunta lá em cima de qual a diferença de uma ótica para outra.

Agora se você quer conhecer ainda mais, ou até mesmos saber como, na prática a Rede de Franquias Mercadão dos Óculos, vem revolucionando o mercado ótico, então é melhor acessar aqui

E veja como se tornar um Franqueado de Sucesso, dessa rede que está mudando o mercado ótico no Brasil.