Franqueado e franqueador: conheça as responsabilidades de cada um

Franqueado e franqueador

Uma grande dúvida para quem pensa em abrir uma franquia é as relações que se estabelecem entre franqueado e franqueador. Olhando de fora, muitas vezes o funcionamento dessa parceria não é claro, nem o quão disposta está cada parte para contribuir com o sucesso da outra.

Por isso, neste post vamos explicar melhor como funciona essa relação e quais são as responsabilidades de franqueados e franqueadores. Confira!

A relação entre franqueado e franqueador

O franchising é um sistema que conta com dois principais agentes: o franqueador e os franqueados. O franqueador é aquele que possui uma marca estabelecida no mercado e que oferece ao franqueado a oportunidade de utilizar essa marca no seu próprio negócio.

Já o franqueado é um empreendedor que optou pela abertura de uma franquia, por reconhecer que partir de uma marca consolidada é uma forma mais segura de competir no mercado.

Quando estamos mais acostumados com a relação entre patrão e empregado, ou de prestador de serviços e contratante, temos uma certa dificuldade de entender como uma relação de parceria pode se estabelecer no mundo dos negócios.

No entanto, o caso das franquias se afasta desses modelos que têm a exploração do trabalho do subordinado para a obtenção de lucro próprio, uma vez que os interesses de ambos estão intimamente relacionados.

O franqueador depende do sucesso do franqueado, já que seus lucros são proporcionais, e o franqueado, por sua vez, precisa que a marca do franqueador se fortaleça cada vez mais para que o seu negócio se destaque. Dessa forma, os dois trabalham juntos para que ambos saiam ganhando.

As responsabilidades de cada um

Franqueador

Como detentor da marca e criador de um modelo de negócios testado e aprovado pelo mercado, o franqueador tem suas responsabilidades relacionadas ao suporte à implementação e à manutenção das lojas dos franqueados.

Nesse sentido, o franqueador precisa elaborar um modelo de negócios de sucesso, manter-se atualizado sobre o estado do mercado, oferecer treinamentos e consultorias, explicar os procedimentos e os padrões que caracterizam a marca e garantir o seu cumprimento e, por fim, selecionar apenas franqueados que atendam aos critérios necessários.

Franqueado

O franqueado, por sua vez, precisa dar um retorno ao suporte oferecido pelo franqueador. É nesse sentido que se justificam as suas responsabilidades: atender aos padrões de funcionamento exigidos; utilizar apenas produtos autorizados na sua loja; pagar à franquia pelo uso da sua marca; cooperar com o franqueador e com os outros franqueados para fortalecer a marca e conquistar o mercado.

No que diz respeito às taxas, o franqueado deve pagar pela abertura do seu negócio — a taxa de franquia —, um valor proporcional aos seus lucros — os royalties — e uma terceira taxa cujo destino é o custeio das campanhas de marketing, que são vantajosas para toda a rede de franquias.

Para deixar esse processo mais transparente, o franqueador apresenta um contrato ao franqueado que determina a frequência dos treinamentos e das consultorias que serão oferecidas por ele e, também, a porcentagem de royalties e os padrões de funcionamento do negócio que devem ser providenciados pelo franqueado.

À medida que as duas partes cumprem seus papéis, ambas são capazes de tirar mais proveito dessa parceria. Sendo assim, quanto mais atentas elas estiverem às suas responsabilidades, mais lucro terão.

Agora que você já conhece as responsabilidades de franqueado e franqueador para que essa parceria funcione, que tal descobrir como a Mercadão dos Óculos pode ajudá-lo a se tornar um empreendedor de sucesso? Entre em contato conosco e saiba mais sobre as nossas franquias!

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.